11 maio 2009

Ainda Está em Mim?


Sentia aquele frio na barriga, ao ouvir aquilo que um dia fez mais feliz do que a lembrança da infância, lembrar e relembrar de momentos bons, que talvez nem a morte pudesse apagar, fazia com que toda a angustia se convertesse e total felicidade, porque afinal, os momentos foram bons ou se não perfeito.
Via ao fechar os olhos, aquela imagem que transparecia a liberdade, e sentia no corpo o toque que a pele insistia em não esquecer. Fechar os olhos e sentir o abraço distante, que por muito tempo, permaneceu próximo, mais próximo que o tempo. Ver ao fechar os olhos, a segurança que sempre dizia ser eterna e que nunca e jamais iria acabar.
No final, tudo pareceu não passar de sonhos que o sol insiste acabar. Tenho medo que tudo em minha vida não passe de um sonho, como um dia pareceu ser, e que no dia seguinte não fosse apenas lembrança de algo bom, que tanto pareceu ser.

6 comentáriOs:

Faby Carvalho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
MayCon SilveiRa... disse...

Quando temos alguem q realmente corresponda de forma verdadeira, acredito q nunk vai embora, pois mesmo a liberdade nao sera capaz de fzr o contrario...
Cada lugar eh um lugar... cada alguem eh um algum.. entao esas coisas nao sao cargos que possam existir substitutOs.. tenho certezaa...
obg pelO o comentariO..
eu tbm achei muuuito lindO o posT..

bjO pra vc tbm ...

Faby Carvalho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
MayCon SilveiRa... disse...

POis eu jah acho q uma coisa leva a outraa...

Entendiii.. descartaveiS... a tah..

bjOo

Markyran disse...

com licença ...acabo de copiar esse texto pra usa-lo num trabalho da facul E DIZEEEER KE FOI EU KEM CRIOU!!!UUUHUHUHUHUUHUHUHU

MayCon SilveiRa... disse...

Rum 1 1.. ai ai ai .. diz q eu postei, mas pelo menos mostra o link pra ela entrar! hehe

o pior q a besta acreditou em ti ! hauhau